Visualizações de página do mês passado

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Esperança - os brasileiros e a crise

Yahoo.online - 14/01/ 10:15
O brasileiro está entre os mais otimistas em relação aos efeitos da crise econômica nos próximos meses, apesar de o pessimismo dominar quase a metade da população mundial , revela pesquisa feita pelo Ibope Inteligência em parceria com a rede global de pesquisas Worldwide Independent Network of Market (WIN) em 17 países.
A enquete realizada para detectar o impacto da crise no mundo mostra que 49% dos 16 mil entrevistados nesse conjunto de países acreditam que a situação econômica de seu país vai piorar nos próximos três meses. Mas, no Brasil, apenas 19% apostam na deterioração da situação econômica do País e 34% acreditam numa melhora.
"O Brasil está entre os mais otimistas quanto aos impactos da crise, ao lado de outros países emergentes, como Índia e China", observa o diretor de atendimento e planejamento do Ibope Inteligência, Eduardo Krenke. Na Índia e na China, 39% e 27% da população, respectivamente, acredita que a situação de seu país vai melhorar em três meses. Na análise de Krenke, o forte crescimento registrado pelos países emergentes nos últimos anos dá resistência aos impactos da desaceleração econômica.
Comentário:
A cultura indígena e a africana imbutiu o modus vivent de aprazia - sociabilidade - e de estratégia de vida que sintetiza na frase de Guimaraes Rosa: 'vive é preciso, morrer não é preciso', por isso o brasileiro foco no essencial para viver, contrapondo o ceticismo e o pessimismo europeu.

Um comentário:

materials disse...

Although from different places, but this perception is consistent, which is relatively rare point!
nike dunk